A aprendizagem de imitação é a primeira forma de conhecer e reproduzir comportamentos humanos das crianças, incluindo desde como se alimentarem até à forma como comunicam.

Este processo ocorre em diferentes fases, algumas acontecem sem se aperceberem. Em tenra idade, as ações são incorporadas simplesmente imitando e reproduzindo tudo o que os seus pais ou os indivíduos que coabitam com eles fazem.

Sobre isso, um estudo acaba de mostrar que os bebés reconhecem o que os pais estão a dizer e sabem quando estão a ser imitados.

O estudo mostra que não é apenas um método de aprendizagem e também os ajuda a socializar, mas é dado a partir dos primeiros seis meses de vida. E que, aparentemente, gostam e os fazem aproximar-se e participar mais nos jogos.

O trabalho foi feito por um grupo de investigadores suecos, e foi realizado jogando de quatro maneiras diferentes com um grupo de bebés, imitando todos os gestos que os mais pequenos fizeram.

Graças a isso, os estudiosos do comportamento humano perceberam que os bebés reagiram de forma amigável, como o primeiro passo na aprendizagem de papéis sociais e no desenvolvimento de capacidades.

Os cérebros de bebés e adultos são sincronizados e influenciam…
Imitação
Nas experiências, os mais pequenos olharam, sorriram e mantiveram o olhar por mais tempo, tentando aproximar-se dos investigadores, vendo que o gesto era amigável e reconheciam-no como algo “próprio”.

Os investigadores deduziram que esta imitação cria uma ligação com os bebés, pois captam assim o interesse e fazem parte da ação, porque reconhecem os gestos que estão a ver, como um espelho.

De facto, a imitação, mesmo que não acompanhada por gestos de afeto, foi muito bem recebida pelos bebés e graças a isso tem sido demonstrado que também podem aprender normas sociais, rotinas e comportamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *